Leitores

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Por poucas horas ganho asas, poder pra voar... Daqui de cima tudo fica tão pequeno..

Pequenez também me sinto.

Há dias que o mundo te joga pra dentro de sí, e não há forças que te faça sair dai de dentro. Não à buraco que tu cave que te liberte de ti mesmo.

Qual o sentido da vida? Qual o sentido de ser um erro? Qual o sentido de ser?

Uma e meia da manhã... Todos do avião adormecidos e eu aqui nessa tormenta.
Turbinando meu desejo de fuga, encontrar a paz ... vai esse roteiro...

Extasiada.

Lágrimas secas, secando também vai meu coração... Porra essa história de sentir me arruina, odeio sentir, mas o sentir faz parte, é o preço por existir... Porra!


A vida não é um conto de fadas, ninguém vai ser feliz pra sempre, mas todos buscam o pra sempre..

Eu só busco um sentido, um caminho.. Cansada de caminhar sem direção. Cansada de correr. Correr é para os fracos, quem garante que enfrentar é ser forte?! É apenas uma decisão.

No final tudo se resume a isso decisão...

Aqui dentro tudo é sem cor, eu só queria dar cor ao meu ser.. E assim apenas ser.. Eu, sem dor...

Um comentário:

  1. lindo texto, inteço e triste. a tristeza nos faz crescer.

    ResponderExcluir

Compartilhei aqui mais uma vez minha emoção... Seria interessante saber sua reação. Se possivel Comente!