Leitores

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Estância


Em visita o sereno deita sobre a estância, a fina camada de chuva se faz companhia á campina, do repousar do sol. Dois fenômenos que juntos dão espetáculo em um desenhar em cenário de natureza; feixes de mel dourado refletindo destino. ...

Mas o que esperar do DESTINO? Dá para esperar alguma coisa? Deixar acontecer ou correr atrás?!!!

Paralelepípedos cortam o pé da serra sustentando o caminho, conduzindo ás margens do Araguaia, senta-se na areia sozinha ela mais uma vez.

Presença raiz que local fala por si.

Em olhos correm o silêncio, na mente dança sensações do refletir...
(...) – Viver é um constante ponto de partida. (...)


Uma decisão e # ATITUDE # ... Basta isso e quanta coisa muda!

Quebrar-se e ir reconstruindo-se com as situações... Reconstrução que nos exige deixar algo para trás...

- Quanto custa crescer? Amadurecer? Preço...
Custa você, pedaços do que é, ou foi... Poeira de toda sua essência!
Reconstrução que trás ganhos, pedaços de você modificados, mais fortes, trás você e mais aprendizado...


O silêncio dos olhos abraça um sorriso e duas gotas de lágrimas escorrem pela face, acaricia o sorriso e beijam o solo.


Sentada ali ela, se encontra... Ela se vê junto à calmaria que deseja.


Caiu, caiu sim quantas vezes, mas da sua maneira torta se levantou, pegou a poeira que a sujou e pois no bolso, pra lembrança. Falou, se calou, acertou, errou... Modificou-se aprendeu, viveu, foi da sua maneira torta, mas foi. Suportou na maioria das vezes sozinha em outras com companhia, passou, mas ta ai tentando, vivendo, seguindo, sendo.

Quando algo vai, outro chega – Mudança...


A lágrima que beijou o solo, não significa tristeza, muito menos arrependimento. Significa todo seu crescimento, e o desejo que quer pra si. Sela esperança.
Ela, sim ela nas margens do Araguaia, mas do que nunca tem pra si:

- Nada para, constante movimento, vida, viver... Cada movimento um novo ponto de partida!

Sem perceber uma voz quebra o silêncio dizendo # - Sabia que ia te encontrar aqui.

Então um abraço lhe abraça e com ele um sussurro

# -SAUDADE...#

5 comentários:

  1. Menina! Parabéns! Amo saber que os jovens do meu país estão nesse caminho! Também amo escrever e faço com verdadeira paixão! Fiquei impressionada com o teu vocabulário, rico e rebuscado! Difícil (raro mesmo) ver isso na tua idade (ainda mais hoje em dia)! Continue, escreva e nos encante! Prazer em conhecê-la!! PS: Conheci teu blog através do Face do Yuri Quiarense, eu sou prima da Arielen... Se quiser visitar meu blog, o endereço é esse: http://miguerrainconcert.blogspot.com/ Você será muito bem vinda! Ah, porque você não faz um perfil no Recanto das Letras? Entra lá e confere, garanto que serás muito bem vinda! Bjs e fica com Deus!!!!

    ResponderExcluir
  2. Que lindo amiga! Um verdadeiro derramar da alma.
    E depois ainda diz que eu que escrevo bem.parabens cada vez mais cintilante teus textos.
    Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  3. Mas o que esperar do DESTINO? Dá para esperar alguma coisa? Deixar acontecer ou correr atrás?!!!

    To nessa, Ou dexo acontecer ou corro atraz. MAs as vezes é bom correr atraz.

    BElo texto. Parabénssss

    ResponderExcluir
  4. feliz final de semana flor.
    bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  5. Excelente texto Pamela!!!


    Beijos,
    AL

    ResponderExcluir

Compartilhei aqui mais uma vez minha emoção... Seria interessante saber sua reação. Se possivel Comente!